image“Trabalhamos arduamente para garantir a dignidade dos idosos em São Gonçalo”. Com esta afirmação a secretaria municipal de Políticas para Mulheres, Idosos e Pessoa com Deficiência, Tânia Soares Castro, apresentou nesta segunda-feira, o imóvel, em Laranjal, onde será instalado a primeira Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) do município.

A previsão da secretaria é de que o espaço seja inaugurado em março e, inicialmente, abrigará 20 mulheres em situação de abandono ou cujas famílias não têm condições de manter em casa. O novo abrigo fica em um terreno bastante arborizado, com três quartos amplos, varandões, salas e rouparia. De acordo com Tânia Soares, o imóvel passará por pequenas adaptações como instalação de rampas de acesso e instalação de barras de segurança nos banheiros. No momento, a prefeitura está em fase de licitação para a compra dos equipamentos.

“A mulher será o nosso público prioritário porque quando falamos em política pública para idosos, temos que levar em conta que a mulher já sofre em outras esferas pela falta de politicas públicas e, na Terceira Idade, os problemas se acentuam. Porém, isso não significa que os homens não serão atendidos. À medida que tiramos as mulheres dos abrigos conveniados, como o Cristo Redentor e o Lar Samaritano, disponibilizamos mais vagas para os homens. E, em um segundo momento podemos, criar uma ala masculina nessa ILPI”. afirma a secretária.

A equipe da instituição será multidisciplinar, composta por um coordenador, enfermeiro, psicólogo, assistente social, animador cultural, recreador e até um violeiro.

“Nossa proposta é acolher as idosas com muito amor, queremos que vivam em ambiente familiar, como de uma casa. Nosso espaço tem muito verde, pássaros, o que contribuirá para a qualidade de vida dessas pessoas. O atendimento médico será feitos pelos postos de Saúde próximos ou por profissionais que farão visitas ao local”, completa Tânia.

Segundo informações da Coordenadoria de Políticas Públicas do Idoso, São Gonçalo é a segunda cidade do Estado do Rio de Janeiro com o maior número de idosos. A coordenadora Silvia Baltazar, afirma que 12% da população gonçalense são idosos.

“Costumam afirmar que a população mundial está vivendo mais, que o número de idosos está aumentando. Em São Gonçalo já vivemos esta realidade. A população já envelheceu”, ressalta Silvia.

Atualmente, o município de São Gonçalo conta com 65 instituições de atendimento ao idoso cadastradas. Destas, 12 foram fechadas por irregularidades e oito estão parcialmente fechadas para adequações, em geral, relacionadas a corpo técnico, documentação, identificação insuficiente dos idosos. A fiscalização é feita pela Vigilância Sanitária do Município, juntamente com a Coordenadoria de Alta Complexidade, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, e em parceria com o Ministério Público. A partir de dados passados pela Coordenadoria de Políticas Públicas do Idoso, as equipes visitam regularmente as instituições com o objetivo de avaliar as instalações, condições de atendimento e acomodações dos idosos.

“Nós avaliamos desde a higiene e armazenamento dos alimentos e documentação até o atendimento aos internos. Intensificamos este trabalho de fiscalização há um ano e ele será continuo. Nossas ações são baseadas no Estatuto do Idoso e nas resoluções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Legislação está mais rigorosa e com isso, temos mais instrumentos para atuar”, destaca a enfermeira Maria Cláudia Ângelo Castelo, fiscal da Vigilância Sanitária.

A coordenadora Silva Baltazar chama a atenção para a importância de procurar saber o histórico do abrigo, antes de internar um idoso e de denunciar os casos de maus-tratos ou irregularidades. As denúncias podem ser feitas diretamente na Vigilância Sanitária na Rua Francisco Portela 2421 ou pelo telefone 2605-2321. Ou ainda pelo telefone da Coordenadoria 3662-3580, ou da Ouvidoria da Prefeitura 2199-6330 e 2199-6420.

“Temos uma trabalho muito sério e constante em defesa dos idosos e com a colaboração da população, poderemos atuar ainda melhor”, finaliza Silvia.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta