Não se fala em outro assunto, na área de esporte, senão o preço dos ingressos no Maracanã, na final da Copa do Brasil, Flamengo x Atlético Paranaense. O mais barato custa R$ 250,00 e vai até 800,00. Segundo o presidente do clube há mais de 15 mil gratuidades. Mas a torcida tem que entender que essa é a nossa oportunidade de ganhar dinheiro. Quem puder fazer esse sacrifício, nós vamos ficar extremamente gratos. Quem não puder, nós vamos entender. Temos uma necessidade imperiosa de fazer caixa. Estamos passando por dificuldades. Na prática, não é tão abusivo.

Nesta última quarta-feira, dois dirigentes rubro-negros tiveram que deixar a sede do clube para dar explicações na Delegacia do Consumidor (Decon) sobre o ocorrido. Inconformado, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, criticou a postura do órgão. O Flamengo considera que sua sede foi invadida de forma ilegal. “Voltamos ao tempo da ditadura”, disse o presidente rubro-negro, ao comentar o caso.
Titular da delegacia, Tarcisio Andreas Jansen afirmou que os dirigentes poderão responder pelo crime de “elevar sem justa causa bens e serviços, valendo-se da posição dominante no mercado”.

Nesta quinta completarão 48 horas da abertura do inquérito do Ministério Público do Rio (MP-RJ) para investigar o caso. O processo foi aberto pela 4ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor do Rio. Como o clube não reconheceu o aumento excessivo e não reduziu os preços ou devolveu o valor de quem já garantiu a entrada, a tendência é que uma ação judicial seja pedida hoje em caráter liminar, exigindo a interrupção da comercialização de ingressos do jogo do dia 27.

As entradas, que originalmente custavam de R$ 250,00 a R$ 800,00 , passarão a custar de R$ 120,00  a R$ 320,00 . O Flamengo, no entanto, não terá que devolver a diferença para quem já comprou as entradas (nessa questão o pedido da promotoria foi recusado).
O clube ainda não se manifestou sobre a decisão judicial porque alega não ter sido notificado.
É lamentável que torcedores tenham que pagar por dirigentes ruins do maior clube do Brasil. Fiquei indignada com a declaração do presidente do flamengo ao dizer que o valor do jogo não é abusivo. O torcedor tem direitos e um deles é de assistir ao jogo a um preço digno e plausível. Afinal as dívidas do clube não são suaculpa. A justificativa de que estão passando por uma situação financeira ruim e que através de um valor astronômicoirão comprar novos jogadores para alavancar o timo, é lamentável. Por que não treinam os jogadores atuais e assim quitam as dívidas pendentes? Mas não, é preferível comprar novos jogadores e fazer mais dívidas. É mais conveniente ficar com o nome sujo usando o dinheiro suado do povo do que fazer o que é correto.

Um levantamento feito pela agência argentina de marketing Gerardo Molina/Euromericas, divulgado pelo jornal argentino “Cronista”, apontou o Flamengo como o clube que, em números absolutos, tem a maior torcida do mundo, com 39,1 milhões de pessoas. Esses dados confirmam a relevância e as consequências do time para a população brasileira. Cabe aos torcedores reivindicarem pelos seus direitos rejeitando esse absurdo cometido pelo clube e fazer valer a democracia.

Texto escrito por: Natália Machado

Comentários

comentários

Categoria

Notícias

Deixe uma resposta