petrobraszeladaA secretaria do Meio Ambiente de São Gonçalo irá multar a Petrobras, nesta quarta-feira (30), em R$ 170 milhões por infração ambiental. Técnicos da secretaria garantem que a construção de uma estrada de serviços para cargas especiais e grandes dimensões (UHOS, na sigla em inglês), ligando a praia de Itaóca, em São Gonçalo, ao Comperj, cortando os bairros do Salgueiro e Jardim Catarina,vem colaborando para as enchentes nas regiões.

A construção da estrada do Comperj, uma obra do Governo federal, possui um sistema de drenagem ineficiente e contribui para o estrangulamento do Rio Alcântara. “A estrada se tornou um dique de contenção, que dificulta o escoamento das águas”, destacou o prefeito Neilton Mulim, explicando que a UHOS foi construída em um trecho de faixa de domínio da antiga linha férrea que cortava a cidade.

DRAGAGEM

COMPERJDepois de muita cobrança da prefeitura, o Instituto Estadual do Ambiente dará início nesta quarta-feira, dia 30, às obras de dragagem dos rios que cortam o município. Desde setembro do ano passado as secretarias do Meio Ambiente e de Infraestrutura e Urbanismo cobram do órgão o serviço.

“Nossos rios estão totalmente assoreados por muito mato e lixo e estamos cobrando a dragagem dos rios desde setembro já pensando nas chuvas de verão. Oferecemos ao Inea, também no passado, duas áreas para fazer o descarte de todo o material retirado”, garantiu a secretaria de Infraestrutura, Ana Cristina Silva.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta