O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, ficará mais 30 dias afastado para o tratamento de um câncer. A nota foi divulgada na manhã desta terça-feira (26) pelo Governo do Estado. Enquanto isso, segue no cargo o governador em exercício, Francisco Dornelles.

Segundo a nota, o cardiologista Claudio Domenico e o oncologista Daniel Tabak decidiram pela prorrogação do afastamento. Após o período de 30 dias, Pezão vai passar por nova avaliação médica.

A licença médica do governador Luiz Fernando Pezão terminaria nesta terça-feira (26). A previsão era que ele voltasse ao trabalho na quarta-feira (27).

Pezão foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin no dia 24 de março. A licença médica teve duração de 30 dias e, durante esse tempo, o vice-governador Francisco Dornelles ficou no comando do Palácio Guanabara.

No último dia 19, o governador raspou a cabeça e encerrou segundo ciclo de quimioterapia no Centro de Tratamento Oncológico, do médico Daniel Tabak, no dia seguinte.

Pezão voltou a ser internado no dia 5 de abril, após ser identificada uma infecção cutânea no lugar onde foi inserido um catéter, perto do ombro, pelo qual ele começou a receber a quimioterapia para tratamento de um câncer.

Pezão havia recebido alta do mesmo hospital no dia 31 de março, após 19 dias internado para a primeira bateria de sessões de quimioterapia. Ele foi diagnosticado com um linfoma não-Hodgkin, um tipo de câncer nas células de defesa do organismo.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta