1-5São Clemente foi a segunda escola a pisar na Sapucaí na noite deste domingo (11) e veio com um desfile sobre os 200 anos da Escola de Belas Artes (EBA) do Rio na tentativa de conquistar o título inédito no Grupo Especial.

Carros e fantasias foram inspirados nas obras de grandes mestres da arte brasileira que tem ligação com a escola, a mais importante da América Latina. O enredo também lembrou o incêndio que destruiu parte da estrutura da Escola de Belas Artes em fevereiro de 2016.

  • A comissão de frente fez uma coreografia elaborada que envolvia um telão de LED em uma alegoria móvel. O coreógrafo Kiko Guarabyra foi contratado em dezembro do ano passado e teve só dois meses para criar a apresentação e ensaiar os bailarinos.
  • Algumas fantasias foram pintadas à mão, e alunos da Escola de Belas Artes participaram da produção no barracão da São Clemente.
  • A escola colocou o carnaval dentro do carnaval, ao levar para a Sapucaí 6 alas inspiradas em desfiles criados por carnavalescos formados pela EBA.
  • A escola desenvolveu bem, mas precisou parar um pouco no fim do desfile para que um dos componentes, que passou mal, fosse retirado do carro – o que não chegou a comprometer o desfile da São Clemente. A escola cruzou o portão das dispersão com 1h14.

OUÇA O SAMBA ENREDO DE OUTRAS ESCOLAS:

Comentários

comentários

Categoria

Notícias

Deixe uma resposta