Detalhes

Que a cidade de Niterói  necessita urgentemente de ações para combater a violência, todos já sabem. Afinal, há tempos esse é um assunto que vem assustando toda a população. No entanto, dentre os planos de ação existe um que pelo visto poderá gerar uma grande discussão: trata-se da intenção da Prefeitura em armar a Guarda Municipal.

Em entrevista à imprensa, o Prefeito Rodrigo Neves defende essa alternativa de enfrentamento a violência, alegando estar convencido de que a transformação da Guarda Municipal em Polícia Comunitária será bem sucedida. E inclusive já estaria comprando as armas e treinando 30 homens para um projeto piloto. Segundo ele, o papel da Guarda não será substituir a PM no enfrentamento ao tráfico; e sim agir no asfalto e nos parques.

Contrariando a expectativa do Prefeito, o PSOL repudia essa decisão, a qual classifica em sua página como uma “decisão arbitrária”. Para o partido, além de ser uma prática que poderá aumentar o número de acidentes letais, essa nova metodologia de trabalho estaria infringindo a Constituição Federal, que cita as atribuições das guardas municipais para a proteção dos bens, serviços e instalações municipais. Para o PSOL, a alternativa de combate a violência deve ser feita por meio de um trabalho preventivo, envolvendo a educação, saúde de qualidade, cultura, esporte e lazer.

Por enquanto, o que sabemos é que a população é que sofre no meio desse fogo cruzado entre pós e o contra. Mas e você, o qual a sua opinião sobre esse tema?

Texto: Evaldo Fernandes

Comentários

comentários

Deixe uma resposta