Detalhes

A prefeitura de São Gonçalo está intensificando os trabalhos de recuperação do espaço onde funcionará a Clínica-escola do Autista. O prefeito, Neilton Mulim, visitou nesta quarta-feira, 01 de julho, as obras no local. No prédio de dois andares em Maria Paula já é possível ver o espaço ganhar cor. O tom de azul das paredes remete a cor símbolo dos autistas, o azul, já que a síndrome é mais comum nos meninos. No Brasil, estima-se que tenhamos 2 milhões de autistas, mais da metade ainda sem diagnóstico.

A Clínica-escola contará com uma equipe multidisciplinar, formada por pedagogos especializados em Educação Especial; professores de Educação Artística e Educação Física, psicopedagogos; recreadores e inspetores cuidadores; além de equipe administrativa e de apoio comum às unidades escolares tradicionais. Também serão oferecidos os serviços de fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, odontologia, musicoterapia, fisioterapia, enfermagem e serviço social, além de neurologia e nutrição. Com 12 salas de atendimento, a unidade irá realizar um atendimento semanal de no mínimo 4 horas por criança.

A Clínica-escola do Autista – primeira no município e segunda no país – é uma parceria entre a Prefeitura de São Gonçalo, através das secretarias de Saúde e de Educação, e a Organização Não-Governamental (ONG) Núcleo de Atenção às Necessidades da Criança Especial (Nuance).

A visita foi acompanhada pelo vereador Diego São Paio, autor da Lei 229/13, que foi sancionada em fevereiro pelo prefeito Neilton Mulim e institui a Política Municipal relativa aos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), prevendo a participação da comunidade na formulação das políticas públicas voltadas para os autistas, além da implantação, acompanhamento e avaliação da mesma.

Com a Lei, fica assegurado o acesso a ações e serviços de saúde, incluindo: o diagnóstico precoce, o atendimento multiprofissional, a nutrição adequada e a terapia nutricional, os medicamentos e as informações que auxiliem no diagnóstico e no tratamento.

A reforma é realizada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Saneamento Ambiental (Edursan).

Comentários

comentários

Deixe uma resposta