02 08 2016 - Revezamento da tocha - Alcantara e Mutondo - Julio Diniz (3)Momentos antes da Tocha Olímpica ser acesa em São Gonçalo, os condutores se reuniram na Clínica Municipal Gonçalense, no bairro do Mutondo, para receber as últimas instruções do percurso. Dentre eles, atletas, educadores e profissionais de diferentes áreas aguardavam ansiosos o início do trajeto que direcionou os olhares de todo o país ao município na tarde desta terça-feira (02).

Um dos condutores, o professor Didi, de 56 anos, nascido e criado na cidade, que há 30 anos atua em projetos esportivos na região, conta como recebeu a notícia.

“O meu filho escreveu uma redação para um concurso que escolheria histórias de pessoas que de alguma forma representam a sua cidade, e ele me escolheu. Para mim é gratificante poder participar desse evento tão importante para todo o país”, disse o professor que atualmente dá aulas de Educação Física no CIEP 411, no bairro Engenho Pequeno.

No momento em que um símbolo esportivo chegaria a cidade, os atletas não poderiam ficar de fora. Gonçalense e ex-jogador do Flamengo, Luiz Alberto, que já participou das conquistas da Copa Ouro Sul América da Copa dos Clubes Brasileiros Campeões Mundiais e da Copa Mercosul, foi um dos escolhidos para realizar o trajeto. 02 08 2016 - Revezamento da tocha - Alcântara e Mutondo - Julio Diniz (169)

“É um momento único para o país, o qual eu tenho a oportunidade de participar e ver a Tocha passando pela minha cidade, onde nasci e fui criado. É um motivo de orgulho para mim ver como o esporte e o espírito olímpico unem as pessoas”, disse.

Outra atleta do município, Maria José Batista de Sales, mais conhecida como Zezé Sales, jogadora de handebol revelada pelo Clube Esportivo Mauá, também esteve presente. Vinte e duas vezes seguida campeã estadual jogando pelo Clube Esportivo Mauá de 1985 a 2006. Em 2013, já jogou pela seleção brasileira representando o país nas Olimpíadas de Sidney, na Austrália.

“Receber esse convite foi uma grata surpresa. Fiquei feliz por poder participar desse momento histórico na cidade 02 08 2016 - Revezamento da tocha - Alcantara e Mutondo - Julio Diniz (1)onde nasci”, relata.

Dentre os condutores para uma em especial a data de hoje é um marco em todos os sentidos. Dayse Lopes, de 53 anos, moradora da Região dos Lagos, em Niterói, é psicopedagoga e mãe adotiva de duas meninas. Ela conta o porquê do dois de agosto ser tão especial.

“Com 40 anos eu decidi engravidar, mas sofri um acidente médico e perdi as trompas e ovários, mas não perdi a esperança de ser mãe. Então, junto ao meu marido, decidi adotar, e nessa mesma data, há um ano, em um abrigo, eu conheci a minha filha mais velha, hoje com 15 anos. Então, além de ter a alegria de poder participar de um momento histórico para o país, hoje eu revivo também um momento histórico na minha vida”, disse emocionada.

 

Comentários

comentários

Categoria

Notícias

Deixe uma resposta